David Lima


Desenvolvedor Web

O PHP de ontem e o PHP de hoje: o que mudou e o que tem que mudar

php-logo-w

Durante muitos anos, o PHP foi conhecido como uma linguagem fraca em comparação com as outras disponíveis no mercado, o seu uso era muito pequeno e os recursos limitados demais. Mas, e hoje, como está a situação da linguagem?

Para se ter uma noção: essa classificação negativa da linguagem é do ano 2000. Sim, 14 anos atrás, quando o PHP 4.0 era lançado. Hoje, temos a versão 5.5.15 estável, e a 5.6 já no seu segundo Release Candidate.

 

Por ser uma linguagem de uma certa facilidade de aprendizado, o PHP acabou se tornando uma linguagem “prostituída” no mercado, e o número de desenvolvedores realmente empenhados em conhecer e estudá-la da forma correta diminuiu bastante. Sendo assim temos uma linguagem que está evoluindo, mas que boa parte dos seus desenvolvedores não estão por dentro essa evolução e, até hoje, existem aqueles que acreditam que o PHP seja um simples “enviador de formulários”.

O PHP hoje é muito mais que isso: na sua versão mais recente, a linguagem conta com uma enorme biblioteca padrão de funções e classes, um suporte incrivelmente completo a programação orientada a objetos, além de recursos muito úteis como uma API de senhas poderosa e de simples uso e suporte a Generators. Já não é de hoje também que a linguagem suporta Threads (divisão de tarefas em múltiplas subtarefas no processador), o que garante ao software final uma boa melhoria no desempenho.

O crescimento da linguagem é muito fácil de se notar: qual é a maior plataforma de gerenciamento de publicações web nos dias de hoje? Se respondeu Wordpress, você acertou. Uma pergunta ainda mais fácil: em qual linguagem o Wordpress, que está presente em 70% do mercado web, foi desenvolvido? Dica: Começa com P e acaba com HP.

O Wordpress não basta? Tente adivinhar em qual linguagem o Drupal, o Joomla, o OpenCart, o Magento, o Facebook e o Moodle foram desenvolvidos.

 

Bom, então sabemos que o PHP de hoje tem muitos recursos e que a linguagem em si é uma das mais usadas no mundo para desenvolvimento web. Sendo assim, porquê ainda existem os que dizem que a linguagem é inferior as demais no mercado?

A culpa é de ninguém menos que os desenvolvedores. Enquanto existirem diálogos do tipo “Ei, eu tenho um site e quero colocar um formulário de contato nele. Como faz?” - “Ah, fácil! Pega um código PHP pronto na net e cola na sua página que tá tudo certo!”, a coisa não vai andar pra frente. Se os próprios desenvolvedores enxergarem o PHP como uma linguagem inferior, nunca será possível mostrar todo o seu potencial.

 

Na minha opinião, não existem linguagens melhores nem piores, tudo depende do programador que está envolvido com a linguagem. O código sofre as consequências da mente do programador: se o programador não se preocupa em aprender de verdade a linguagem, este vai escrever um código que podemos chamar de “ultrapassado”. Ou seja, se você trabalha com PHP e não está por dentro das novidades que a linguagem recebe a cada versão nova, sugiro fortemente que passe a conhecer, pois não é a linguagem que vai sair do mercado por falta de uso, vai sair quem não souber usar.

A facilidade para conhecer os novos recursos do PHP é a mesma que se tem para aprender a criar um enviador de formulários: php.net. O PHP é uma linguagem aberta e você pode conhecer todos os seus recursos no site oficial.

 

“Do que adianta desenvolver um site em PHP 5.5 se os servidores de hospedagem não suportam?”

Pense bem, os provedores de hospedagem mais “famosos” hoje não suportam versões atualizadas do PHP justamente por não se ter demanda. Existem sim servidores bons, baratos e confiáveis que suportam versões recentes do PHP. Dois exemplos:

Servergrove  (Internacional)
HostGator (Nacional)

E claro, você pode sempre contratar um VPS Cloud, que não é caro e você personaliza 100% o servidor, um exemplo que eu uso e recomendo é a DigitalOcean.

Só vai depender dos desenvolvedores se atualizarem e atualizarem seus sistemas para trabalhar com versões e recursos recentes do PHP para que essa imagem negativa acabe de vez e as empresas passem a se atualizar também.

 

Se tiverem dúvidas, críticas e comentários, ficarei feliz em responder logo abaixo :)