David Lima


Desenvolvedor Web

PHP6? Que nada, a próxima versão é a 7!

php6

O PHP, que hoje está em sua versão 5.5.15, logo chegará na sua nova major version. E já não é de hoje (começou na época do PHP 5.2) que tem se dito que a sexta versão será a mais incrível, espetacular, poderosa, maravilhosa e todos os adjetivos que se possa imaginar, já existem muitas matérias, tutoriais e até livros (sim, livros) dando detalhes muito específicos sobre PHP 6. O fato é que na época, a equipe do PHP não tinha anunciado nem sequer uma prévia do que seria a versão. Estamos falando de livros de 2006 que dão detalhes sobre uma coisa que não tem data pra ser lançada (que agora, acredito que o lançamento será ainda em 2014)!

Entretanto, o PHP 6 não existirá. Isso mesmo! Nada de PHP 6!

Imagine: na época do PHP 5.2, escreviam livros sobre o PHP 6, e agora, quando o PHP 6 for lançado, os livros com capa de PHP 6 e conteúdo de PHP 5.2 serão vendidos aos que querem aprender a versão atualizada da linguagem, e isso vai formar uma leva inteira de desenvolvedores que usam técnicas de 2006 em pleno 2014, 2015, 2016...

 

Após uma votação feita pela equipe de desenvolvimento da linguagem, ficou decidido que o nome da nova versão será PHP7. Andrea Faulds, uma das contribuidoras da linguagem confirmou através desta thread no site oficial:

 

"... A votação foi encerrada. Por 58 a 24 votos, a próxima versão major do PHP, que sucederá as versões 5.x, será nomeada PHP 7."

 

Eli White, contribuidor da comunidade PHP divulgou em abril deste ano motivos para não utilizar PHP 6 como nome da próxima versão:

 

"Olá, estive participando de muitas conferências ultimamente, e percebi que fiquei com a mesma questão que muitos membros da comunidade andam se perguntando, e muitos deles me encorajaram bastante a trazer esta questão aqui. E o e-mail recente de Julien sobre o PHP 6 me lembrou que eu ainda não tinha feito isso.

Resumindo:

Nós não devemos chamar a próxima versão do PHP de PHP 6 por dois motivos:

1. Isso causará confusão com os os menos capazes de se adaptar;
2. Não nos custa nada, não machuca ninguém nós darmos um nome diferente.

 

Em detalhes...

Infelizmente, agora, devido a muitos detalhes que não mencionarei aqui, existem muitos livros no mercado e até nas bibliotecas aqui nos Estados Unidos (e online também), que falam sobre o PHP 6. Pesquisando por PHP 6 na Amazon, a primeira página já exibe 6 livros sobre.

Sim, é uma droga que isso tenha acontecido. Sim, é estúpido. Seria culpa nossa (internos / programadores da core do PHP)? Não. Mas o fato é que esse material existe, e vai continuar existindo.

Agora, o que vai acontecer quando um "aprendiz de programador PHP", ou alguém que está conhecendo o PHP agora e quer ter certeza de que vai aprender a versão mais nova, decidir comprar um livro sobre PHP 6? Ele vai até a livraria, ou simplesmente acessar a Amazon e pesquisar por PHP 6, e então encontrar todos esses livros, todos eles 100% incorretos.

Esses livros, além de serem inúteis para as pessoas que querem aprender PHP, acabará sendo prejudicial, pois essas pessoas passarão a desenvolver usando as técnicas informadas nesses livros, achando que estão programando em PHP 6, quando na verdade, estarão desenvolvendo em PHP 5.2 (época em que esses livros passaram a ser publicados, e que o PHP nem tinha suporte a Unicode ainda).

Você pode achar que as pessoas não se enganarão facilmente com isso, mas eu garanto que irão. Eu me espanto toda semana, se não todo dia com pessoas que têm desenvolvido PHP por 10 anos e nunca estiveram conectadas realmente à comunidade e que não conhecem praticamente nada sobre os recursos da mesma e nem das pessoas que a compõem. 80% de toda a web roda PHP, e a comunidade que nós sempre mencionamos é uma parte lamentavelmente pequena desse número.

Existem centenas de milhares de programadores PHP no mundo inteiro que acabam confiando em muitas fontes que não a comunidade oficial da linguagem, e são estes os que ficarão confusos e serão prejudicados caso a próxima versão seja chamada PHP 6.

 

É "nossa"? Não. De modo algum.

Mas nós devemos nos preocupar? Sim, eu acho que sim. Essas pessoas são cruciais ao ecossistema do PHP, e a ideia é facilitar ao máximo essa transição para a nova versão. Nós queremos ter certeza de que estamos fazendo TUDO o que podemos para evitar essa confusão e futuros problemas. É assim que sempre fazemos. Nos preocupamos muito com não incluir recursos incompatíveis dentro de releases de minor versions, justamente por que não queremos impactar milhões de projetos em que os desenvolvedores trabalharam.

E é isso. Este é um problema que nós podemos resolver logo no começo. Agora mesmo. Com impacto ZERO a comunidade.

Não nos custa nada, não machuca ninguém, simplesmente darmos um nome diferente. Utilizando outro nome, nós evitamos uma potêncial mancha no futuro do PHP, e não só a confusão que poderemos ver no Twitter, fóruns, etc, como também evitariamos uma confusão mais a fundo que, por sua vez, poderia afetar o número de desenvolvedores que adotariam o PHP 6.

E digo novamente: não custa nada usarmos um nome diferente.

É exatamente por esses motivos que eu peço para o grupo dar um nome diferente a próxima versão. Chamem de PHP7, PHP-X, PHP 2014, PHP-A, PHP Leaping Leopard, qualquer coisa. Isso não importa, o que importa é evitar essa confusão entre os desenvolvedores."

 

Eu, pessoalmente, acho que essa foi uma decisão obrigatória, pois realmente vai evitar anos de dor de cabeça pra muita gente. E você, desenvolvedor PHP, o que achou dessa decisão?